Submarino

terça-feira, 26 de março de 2013

#365Livros - #Livro85 - HISTÓRIA DA MÚSICA EVANGÉLICA NO BRASIL



História da música evangélica no Brasil
Salvador de Sousa

Um pequeno livro que conta uma história imensa. A música gospel é o segundo maior gênero musical do Brasil em vendagens, perdendo apenas para o sertanejo, segundo a Regina Casé, e confirmado pela ABPD. Mais do que um gênero que revelou cantoras como Cassiane, Damares e outras cantoras do gênero pentecostal – que, com poucas exceções, não me agrada muito – sem contar como aberrações do gênero de Thalles Roberto e Ana Paula Valadão, o gospel é uma exaltação à fé cristã, à presença de Deus e à mensagem que Jesus passou à humanidade. Desde a chegada dos primeiros protestantes ao Brasil, passando pela história da música cristã nos primórdios do Rádio, os primeiros grandes nomes da musica evangélica, como Luiz de Carvalho, Feliciano Amaral, Grupo Rebanhão, até a atualidade, onde cantores como Fernanda Brum, Catedral, Aline Barros, Oficina G3 e muitos outros, espalharam a música gospel a crentes e não tão crentes, à mídia secular, à televisão, internet, e a todos aqueles que, independente de crença, querem uma mensagem de paz, esperança e amor. Sim, é isso que o gospel representa – ou deveria representar. E Salvador de Sousa, baiano, pedagogo, dono de um acervo musical absurdamente invejável, nos traz nesta bela obra que conta uma grande história. Essencial não só para quem é evangélico, mas para quem se interessa por esse gênero, e quer entender o que ele representa de verdade.

2 comentários:

Unknown disse...

Agradeço pela gentileza de divulgar meu livro neste blog. Muita coisa ainda pode ser escrita sobre a rica música evangélica brasileira. Meu livro é uma prova disso e ao mesmo tempo um incentivo à busca de mais informações e reflexões. Um olhar para o passado nos ajuda a tirar dúvidas, entender melhor o presente e imaginar como será o futuro da música evangélica.

Sérgio Rodrigues disse...

Não precisa agradecer. Trabalhos bons devem ser divulgados. Um abraço.