Submarino

terça-feira, 12 de março de 2013

#365Livros - #Livro71 - SENHORA



Senhora
José de Alencar

José de Alencar foi um bom escritor vítima do seu tempo, que escreveu coisas horríveis, mas também coisas que podem ser aproveitadas. Senhora foi um romance urbano de folhetim, onde Alencar rompeu parcialmente com a perspectiva romântica da mulher do século XIX. Aurélia foi esnobada pelo patético Fernando Seixas, que de fato a amava, mas amava mais o prestígio e o dinheiro. Quando Aurélia enriquece, se torna forte e altiva, resolve casar com Fernando e dar o troco. É um livro lento, típico da época, centralizado numa historia de amor falida, mas vale por ser um avanço ao estilo de Alencar, pela crítica social á burguesia carioca da época, ao valor do dinheiro nas relações sociais. É uma obra prima de Alencar, um divisor de águas em sua carreira.

Um comentário:

Camy Hugen disse...

Sem dúvida um dos melhores dos clássicos. A leitura é válida por vários sentidos, mas sobretudo pela riqueza bem humorada de detalhes que beira ao estilo lobatiano.