Submarino

terça-feira, 31 de dezembro de 2013

#365Livros - #Livro365 - BÍBLIA



Bíblia

O jejum que eu quero é este: acabar com as prisões injustas, desfazer as correntes do jugo, por em liberdade os oprimidos e despedaçar qualquer jugo; repartir a comida com quem passa fome, hospedar em sua casa os pobres sem abrigo, vestir aquele que se encontra nu e não se fechar a sua própria gente. Se você fizer isso, a sua luz brilhará como a aurora, suas feridas vão sarar rapidamente, a justiça que você pratica irá a sua frente e a glória de Deus acompanhará você. (Isaias, 58:6-8).

Para muitos, um recorta e cola de mitos antigos escritos em uma nova língua, para outros, um manual de instruções da vida, tal qual um manual de uma máquina de lavar ou um celular. Para muitos, com certeza, o livro mais contraditório e inacreditável de todos os tempos.

Se alguém diz que tem fé mas não tem obras, de que adianta isso? Se um irmão ou irmã não tem o que vestir e lhes falta o pão de cada dia, você diz para eles “Vão em paz, se aqueçam e comam bastante”, no entanto não lhes dá o necessário para o corpo, e que adianta isso? Assim é a fé: sem obras ela é morta. (Tiago, 2:14-17).

Um livro histórico, em primeiro lugar porque as dinastias de reis e imperadores da Palestina, do Egito, Pérsia, Roma, Oriente Médio em geral se apresenta diante dos diversos livros históricos da Bíblia. Em segundo lugar, bem, se morre e se mata por religião, ou melhor, por intolerância, por falta de noção.

Não pensem que eu vim trazer a paz a Terra; eu não vim trazer a paz, mas sim a espada. Eu vim separar o filho do pai, a filha de sua mãe. E os inimigos do homem serão seus próprios amigos. (Mateus 10:34-36).

Sua originalidade é questionada, diante dos livros limados pela Igreja Católica. O cânone judeu, no Antigo Testamento, permanece quase por completo. Eu também questiono esse livro, esse Deus que às vezes se mostra tão terrível, tão cheio de pecado, mais parece um deus grego. Diante de infinitas – e nem sempre sensatas – interpretações, só existe uma maneira de tentar entender a Bíblia e sua Palavra. Conhecendo-a.

Jesus Cristo é o mesmo ontem e hoje, e será sempre o mesmo. (Hebreus 13:8).

A fé é um modo de já possuir aquilo que se espera, um meio de conhecer realidades que não se veem. (Hebreus 11:1).

Nossa luta não é contra homens de carne e osso, mas contra os principados e as autoridades, contra este mundo tenebroso, contra os espíritos do mal. (Efésios: 6:12).

*******************************************************************************

Nenhum comentário: