Submarino

sábado, 27 de julho de 2013

#365Livros - #Livro208 - O SAL DA TERRA

Versão atual do livro, depois que o entrevistado foi promovido.

Versão rara, de 1997, a primeira publicada no Brasil difícil de se encontrar, até na internet.




O sal da terra
Joseph Ratzinger
Peter Seewald

Se você não sabe, Joseph Ratzinger é o homem que não queria ser papa e abandonou seu cargo da maneira mais perfeita possível. Bento XVI é um dos homens mais inteligentes do século XX e XXI, que, apesar de minhas torcidas de nariz para a igreja católica, sempre foi alguém que me passou confiança, talvez justamente porque poucas pessoas gostem dele. Ainda mais para substituir o demagogo João Paulo II.
Falando de Sal da Terra, Ratzinger escreveu dezenas de livros, este em particular é diferente, é uma entrevista concedida por ele ao jornalista Peter Seewald, na época em que era um humilde cardeal e prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé, o resquício politicamente correto do tribunal da inquisição. Lançado no Brasil em 1997 pela Imago (essa versão de 97 é raríssima), o livro trás o Ratzinger, que me fascinou desde a primeira vez que ouvi falar nele: um vovô extremamente intelectual e humilde. Só que a humildade dos intelectuais não é vista, porque sua inteligência ofusca, sem que eles façam esforço.
Ratzinger é sincero ao falar de sua vida, sua adolescência na Alemanha nazista, sua vocação para o sacerdócio, as questões espinhentas da fé cristã. Confesso que ao ler uma resenha do livro (http://www.inveritate.com.br/sal-da-terra/), fiquei mais ansiosa ainda para lê-lo. Ratzinger se mantém sublimemente “longe dos lugares-comuns e da superficialidade de grande parte das entrevistas de pessoas ilustres, que muitas vezes não querem se comprometer com suas opiniões; em Ratzinger, sua sinceridade é tão evidente que parece estar a desvendar a própria alma”. Este homem tão sábio nunca teve e nunca terá o devido conhecimento. Este homem poderia ter feito a reforma que a igreja católica precisa ou talvez sua grande sabedoria tenha lhe mostrado que esta reforma não pode acontecer, porque neste dia a igreja católica deixará de existir.
Uma leitura maravilhosa, essencial para conhecer um grande exemplo de inteligência, firmeza nas opiniões e fé.

Nenhum comentário: