Submarino

domingo, 30 de janeiro de 2011

Não sou brasileiro

                   Com tanta vergonha, injustiça, ignorância, imparcialidade, corrupção e comodismo do povo brasileiro, às vezes sentimos vergonha de fazer parte dele. Mas sabemos tambem que alguns brasileiros morrem de vontade de serem europeus ou americanos... como se isso fosse grande coisa. Eu cheguei a uma conclusão: SEJA VOCÊ MESMO, E ESQUEÇA SUA NACIONALIDADE. Seria bom se o povo brasileiro abrisse os olhos, valorizasse o conhecimento, ignorasse os ignorantes, desprezasse essas festas absurdas que ocorrem no país, desprezasse certas emissoras de TV que tentam (e conseguem) manipular a massa com programas idiotas e sem valor. Mas este Brasil do meu sonho nunca vai chegar... Enfim, estava eu assistinho um DVD do show de "Paralamas e Titãs Juntos e ao Vivo" e em uma cañção achei a frase que vai me definir de hoje em diante:

"Não sou brasileiro, não sou estrangeiro,
Não sou de nenhum lugar, sou de lugar nenhum
Não sou de São Paulo, não sou japonês
Não sou carioca, não sou português
Não sou de Brasília, não sou do Brasil
Nenhuma pátria me pariu"

Um comentário:

Wanessa Potter disse...

É isso aí. chega de ser trouxa.