Submarino

terça-feira, 10 de setembro de 2013

#365Livros - #Livro253 - O CAVALO AMARELO




O cavalo amarelo
Agatha Christie

O cavalo amarelo é um dos maiores clássicos de Agatha, não somente pela história, muito bem escrita, mas pelo fato que ocorreu na Inglaterra em 1971. Nosso objetivo nesse projeto era escrever resenhas sem spoilers, mas é impossível falar de O cavalo amarelo sem contar o ocorrido relacionado ao livro, e não entregar o mistério da história. Foi na cidade de Bovingdon, pequena cidade de Hertfordshire, Inglaterra, que cerca de dez pessoas morreram de repente, no mesmo período, com sintomas muito genéricos, febre, vômitos, mas nada mais conclusivo, nada que pudesse nortear a polícia para alguma solução. Foi quando um dos policiais relacionou os sintomas das vitimas de verdade às vitimas de O cavalo Amarelo. O veneno, usado na ficção e na realidade, nunca havia tido registro documentado na Inglaterra, seus sintomas são genéricos, e se não fosse a coincidência do livro e a perspicácia do policial, o caso teria ficado sem solução. A história ficou muito conhecida na época, e Agatha, irritadíssima e chateadíssima. O assassino, o de verdade, havia lido O cavalo amarelo. A história onde o inspetor Lejeune tenta descobrir quem, e como, estava tirando a vida de várias pessoas, sem conclusão de causa mortis, pois os sintomas eram genéricos demais, variando de febre, vômitos, passando por vertigens, e nada mais substancial. Uma seita mediúnica parecia estar por trás dessas maldades, mas, como na vida real, a ficção tinha uma explicação bem palpável e amarela para aquelas mortes.

Nenhum comentário: