Submarino

sexta-feira, 4 de maio de 2012

Tinoco fez a última viagem

Eu odeio música sertaneja. Isso é uma opinião, e opinião cada um tem a sua, e dá quem quer. mas não posso deixar passar um fato muito triste, ocorrido nesta madrugada, dia 4/5/12. o cantor José Perez, o Tinoco, morreu á 1h42min de hoje no Hospital Municipal Ignácio de Proença de Gouvêa, na Mooca. Horas antes, ele deus entrada no hospital, com um quadro de insuficiência respiratória. Tinoco tinha 91 anos, e por mais de 60 cantou ao lado do irmão, João Salvador Perez, o Tonico, falecido em 1994.
Tonico, ao lado de Tinoco, e ao lado de vários nomes, como Almir Sater, Xitãozinho e Xororó, Sérgio Reis, Renato Teixeira - um dos maiores músicos desse país - e tantos outros, são os verdadeiros exemplos da música sertaneja. Esses artistas retratam de verdade o que este estilo representa. Um estilo músical, principalmente se for regional, é mais que um tipo de música. É um estilo de vida, que deve estar enraizado no artista. Eu repudio certas pessoas que se dizem cantores sertanejos. Não vou perder tempo com críticas, quero apenas perguntar a esse pessoal se eles entendem bem o que suas "letras" dizem. Não venham me falar que os tempos são outros, que a música sertaneja se modernizou. Modernizar-se não significa tornar-se vulgar e vazio. Tenho fé de que essa onda nojenta de certas músicas que se dizem sertanejas passará. Mesmo não sendo adepta desse estilo, eu respeito muito esses baluartes. E todos deveriam respeitar. Respeito é algo que deveria transcender qualquer fronteira física e cultural. Meus sentimentos à família, e que Tinoco descanse em paz, no grande sertão do céu.

Primeiro disco de Tonico e Tinoco - Com suas modas sertanejas - 1958



 Minha terra, minha gente - 1970



Loira loirinha, 2ª edição - 1991 (esse minha mãe tem)

2 comentários:

Marvin (Sérgio Rodrigues) disse...

Rest in Peace... Max, dont cry...

Marvin (Sérgio Rodrigues) disse...

Rest in Peace... Max, dont cry...