Submarino

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Desumanização

Às vezes durante o trabalho me pego a pensar a respeito da visão que as empresas (leia-se empresários) têm de nós, colaboradores. Você não é um ser humano que sai de casa, deixando a família, os filhos, o conforto de sua casa para ir trabalhar e ganhar o seu pão de cada dia. Não, você é um número no cadastro de RH da empresa. Você é um registro no ERP. Você é uma engrenagem na grande máquina que é a empresa onde você trabalha. E quando esta engrenagem não servir mais, não desempenhar mais a sua função como deve, será trocada. Ninguém pergunta a uma peça porque ela não está mais funcionando corretamente. Ninguém se preocupa com os problemas que tornaram esta peça defeituosa. Simplesmente é trocada por uma melhor, que faça o trabalho da maneira como deve ser feito. Esse papo todo de valorização do colaborador e humanização do ambiente de trabalho não funciona como deveria. Lembrei-me de uma citação de Erich Fromm, que comentou o livro 1984 de George Orwell, e que mostra claramente como funciona isso, nos alertando:
“Orwell sugere que a nova forma de industrialismo gerencial, na qual o homem constrói máquinas que agem como homens e desenvolve homens que agem como máquinas, conduz a uma era de desumanização e completa alienação, na qual homens são transformados em coisas e se tornam apêndices do processo de produção e consumo. Orwell (...) não é um profeta do desastre. Ele deseja nos alertar e nos acordar. O livro 1984 não é apenas um romance, mas refere-se também a nós.” (Erich Fromm - 1961)

2 comentários:

silvo disse...

!Cuanta razón tienes!, sin duda está sucediendo, así nos va, saludos

Marvin (Sérgio Rodrigues) disse...

É, Silvo, infelizmente está acontecendo...