Submarino

quinta-feira, 24 de abril de 2014

DC X Marvel II: Superman X Homem de Ferro

Superman
(samiclercometa.blogspot.com.br/2009/11/superman-by-samicler.html)



O pequeno Kal-El nasceu no planeta Kripton, filho de Jor-El e Lora (nome mudado para Lara na década de 40). Foi mandado pelos pais em direção a Terra antes de seu planeta virar poeira cósmica depois que sua estrela virou gigante vermelha. A espaçonave que trazia o pequeno Kal-El aterrissou na mais pequena ainda Smallville, onde o garoto foi adotado pelo casal Kent, que sempre conseguiu esconder a origem extraterrestre de Kal-El, agora chamado Clark Kent. Sempre, até Clark crescer, e seus poderes se manifestarem de forma mais intensa. Intensa a ponto do garoto perceber que poderia ajudar  planeta que o adotou.

Superman é um dos heróis mais populares das HQs. Criado por Jerry Siegel e Joe Shuster, estreando nas HQs em 1938, é um ícone não só da DC Comics, mas de super herói, em parte pela fama que os filmes com o saudoso Christopher Reeve – até hoje o maior Superman do cinema – nas décadas de 70 e 80. O bom moço tem super força, derivada do sol, mas como toda boa história de super herói, sua fraqueza é sua própria terra, ou melhor, pedra, a criptonita, que neutraliza seus poderes.

Dois de seus grandes inimigos são o General Zod, outro sobrevivente da explosão de Kripton, brilhantemente interpretado por Terence Stamp nos filmes da década de 70 (AJOELHE-SE PERANTE ZOOOD!), e o desmiolado Alexander Joseph Luthor, o Lex, cientista, empresário, multimilionário, excêntrico e megalomaníaco. Seu poder de persuasão e seu talento para liderança lhe rendeu a presidência dos EUA. A série de TV Smallville (excelente, se abstraindo os dramas adolescentes) trouxe uma origem um pouco diferenciada para Lex, onde se vê simultaneamente traços de bondade e maldade no personagem, o que o tornou muito rico, e muito bem interpretado pelo ator Michael Rosenbaum. Lex caminha entre momentos de bondade – ele é amigo de Clark Kent, inclusive – e crueldade, e aos poucos sua índole verdadeiramente cruel se manifesta.

Na adolescência em Smallville, Clark era apaixonado pela insossa Lana Lang. Após se mudar para Metrópolis, onde vai trabalhar no jornal Planeta Diário, apaixona-se pela jornalista temperamental Lois Lane. Ou seja, Superman não sabe escolher mulheres.

 
Homem de Ferro


Experimente digitar HOMEM DE FERRO no Google e imagens de Robert Doney Jr. pularão na sua frente. Parece que não existia vida para o Homem de Ferro antes dos filmes da Marvel/Disney. A verdade é que sem os filmes o personagem provavelmente não teria a fama que tem hoje, não teria conquistado os corações de adultos e crianças.

Criado pelo gênio Stan Lee, em 1963, Tony Stark é um gênio multimilionário, que entra ainda adolescente para o MIT. Transformou-se em um playboy, já que herdou toda a fortuna do pai. O rapaz é gravemente ferido na guerra do Vietnã (no filme, é substituída pela guerra do Iraque). 

Os vietcongues o capturaram e foi levado até o líder Wong Chu. Stark estava à beira da morte e Wong Chu o forçou a criar uma poderosa arma, prometendo que depois ele seria operado dos estilhaços. Tony decidiu obedecer, mas não criou uma arma, e sim algo que o mantivesse vivo e permitisse derrotar o vietcongue. Preso com ele estava outro gênio, o professor Yin Sen. Stark revelou seu plano ao professor, e Yin Sen o ajudou a construir a armadura que o manteria vivo. Inventou, primeiro, um traje especial, um exo-esqueleto superequipado construido para fugir de um campo de prisioneiros vietcongue, onde estava preso. (http://seriesmusicafilmesetc.blogspot.com.br/2008/04/conhea-histria-do-homem-de-ferro-dos.html).

Tony acostuma-se com sua armadura, e sua vida de playbou começa a mudar lentamente quando ele percebe que pode ajudar as pessoas com seu traje especial. Assim, Tony adota o codinome de Homem de Ferro. Aperfeiçoou sua armadura, enquanto ajudava o governo dos EUA com seu intelecto e suas criações.

Antes de criar os Vingadores, Tony Stark foi a falência pelas mãos do rival Obadiah Stane, o que o levou ao alcoolismo, e também a se reerguer. Além de Obadiah - criador da armadura do "Monge de Ferro" - seu maior inimigo é o Mandarim - que no último filme, ganhou uma versão que desagradou a muitos, e agradou a muitos também, como eu por exemplo, pela simples audácia do plot twist. O Mandarim era um aristocrata que perdeu sua fortuna. Seus "poderes" eram seus conhecimentos de artes marciais e os dez anéis que usava, cada um fonte de um poder diferente.

Tony Stark, como bom playboy, teve muitas mulheres em sua história, mas a mais marcante - também pelo filme - é a secretária Virgínia Pepper Potts, que retornou aos gibis - graças a Deus - graças aos sucesso dos filmes.

2 comentários:

Sérgio Rodrigues disse...

Ficou EXCELENTE! E concordo plenamente com o INSOSSA a respeito da Lana. Ô menina chata...

Larissa Silva disse...

Obrigada......