Submarino

quinta-feira, 19 de abril de 2012

Memórias do século XXI - Capítulo 6 - final

INTERNET

A arcaica Internet, uma rede de comunicação que causou furor no fim do século XX, e que hoje é citada como exemplo de paranoia coletiva, foi substituída pela Infernet, à qual todos somos plugados logo ao nascermos. A palavra veio do latim infernus, “subterrâneo”, uma analogia a seu formato de raízes que alimentam o caule central. O caule, de onde saem e para onde convergem todas as informações, é a Suprema Inquisição, cuja regra é “Todos somos iguais perante Deus”. Sendo que Deus, como todos sabem, é Bill Gates. Embora corra por aí o boato de que quem manda, mesmo, é o ACM.


CONCLUSÃO

Em meus 144 anos, vi o futuro ir acontecendo e aprendi pelo menos uma coisa: as previsões estavam sempre erradas. Acho que descobri o porquê. Outro dia achei um livro antigo, que já caiu em desuso por ser a negação da lógica. De qualquer forma, lá foi escrito, há milhares de anos, que cada dia é diferente do outro, exatamente “para que o homem nunca possa descobrir nada sobre seu próprio futuro” (Eclesiastes, 7:14).

Leia também:

Nenhum comentário: