Submarino

sábado, 24 de março de 2012

O Profeta

Antes que Eu te formasse dentro do ventre de tua mãe
Antes que tu nascesses, te conhecia, te consagrei
Para ser meu profeta entre as nações eu te escolhi
Irás onde eu te enviaste e o que te mando proclamarás
Não temas arriscar-te, porque contigo eu estarei
Não temas anunciar-me, por tua boca eu falarei
Hoje te dou meu povo para arrancar e degolar
Para edificar, construirás e plantarás
Deixa os teus irmãos, deixa teu pai e tua mãe
Deixa enfim teu casa, porque a terra gritando está
Nada tragas contigo, porque ao teu lado Eu estarei
É hora de lutar, porque meu povo sofrendo está

Tenho que gritar, tenho que arriscar
Ai de mim se não o faço
Como escapar de ti, como calar
Se tua voz arde em meu peito?
Tenho que andar, tenho que lutar
Ai de mim se não o faço
Como escapar de ti, como calar
Se tua voz arde em meu peito?

Nenhum comentário: